Sobre o budismo







Pintura não finalizada nas cavernas Kenhari, Mumbai (Índia), cujas inscrições datam de 100 AC a 1000 DC

Budismo é a tradição formada a partir das práticas ensinadas por Sidarta Gautama, conhecido como Buda, há pelo menos 2.400 anos na Índia.

A prática central de todas as linhas budistas é a meditação, para uma familiarização e entendimento sobre a própria mente. Os tipos de meditação e a filosofia sobre o caminho e os resultados variam conforme a escola.

Muitos adeptos são atraídos pelo fato de o budismo ser não-teísta, ou seja, não gira em torno de um deus criador. A ênfase é na responsabilidade de cada pessoa pelas experiências que ela e os outros vivenciam. E cada ponto dos ensinamentos é aberto para exame e questionamento.

Centros de prática

As pessoas que procuram iniciar a prática, geralmente, fazem isso através de algum centro budista. No link a seguir, está sendo construída uma lista de centros e grupos de prática no Brasil:

Tipos de budismo

No Brasil, a maioria das principais linhas budistas estão presentes. É possível dividir as diferentes escolas em duas (ou três):

  • Theravada – linha praticada em países do sudeste asiático e Sri Lanka
  • Mahayana – praticada em países como China, Coréia do Sul, Japão, Tibete etc. Há subdivisões do Mahayana como Zen, Chan, Terra Pura e o Vajrayana
  • Vajrayana – essa subdivisão Mahayana às vezes é vista como uma terceira escola. É a classificação do budismo tibetano e de algumas escolas japonesas

Com poucas exceções, a relação entre todas as tradições é harmônica e respeitosa.

Para mais detalhes sobre as diferentes escolas, leia:

Para mais detalhes sobre o budismo e seu fundador, a Wikipédia tem artigos bem informativos:


leia também