posts com a tag: ilusão


Mente de renúncia

Trechos budistas |

Dzongsar Khyentse Rinpoche (Butão, 1961 ~): Por eu facilmente ficar chateado e agitado, isso mostra que não tenho a mente de renúncia. A mente de renúncia de certo modo é bem simples. Temos mente de renúncia quando compreendemos que tudo isso não é grande coisa. Alguém pisa em seu dedão, qual a grande coisa aí? […]


Eu, outro, apego e aversão

Trechos budistas |

Chagdud Tulku Rinpoche (Tibete, 12 de agosto de 1930 – Brasil, 17 de novembro de 2002): Como não reconhecemos nossa natureza essencial — não compreendemos que embora aparências surjam incessantemente, não há nada de fato ali — damos solidez e realidade à aparente verdade do eu, outro e ações entre esse eu e o outro. […]


Liberdade total da ilusão

Trechos budistas |

Nyoshul Khenpo Rinpoche

Nyoshul Khenpo Rinpoche (Tibete, 27 de agosto de 1932 – França, 1999): O que estamos vivendo é como um longo sonho, um sonho mais longo do que os sonhos comuns do sono, mas se forem dez minutos ou uma vida inteira, a natureza ilusória dos sonhos é a mesma. Quando conhecemos e vivenciamos o longo […]


Porque não estamos iluminados

Trechos budistas |

Jetsunma Tenzin Palmo

Tenzin Palmo (Inglaterra, 1943 ~): Se alguém refletir genuinamente sobre renúncia, não se trata de desistir de coisas externas como dinheiro, deixar a casa ou a família. Isso é fácil. A renúncia verdadeira é abrir mão de nossos queridos pensamentos, de todo nosso deleite nas memórias, esperanças e devaneios, nossa tagarelice mental. Renunciar a isso e […]


Seduzidos pelas possibilidades

Trechos budistas |

Joseph Goldstein: É estranho que, ao olharmos para trás em nossas vidas, fica claro que toda nossa experiência — desde anos atrás para até mesmo o último momento — é tudo como um sonho. Mesmo assim, ao olhar adiante, somos seduzidos de novo e de novo pelo deslumbre de possibilidades — tanto faz se é […]


Projeções que nos distanciam da realidade

Trechos budistas |

Matthieu Ricard (França, 1946 ~): Se uma coisa fosse verdadeiramente bela e agradável, se essas qualidades de fato pertencessem a ela, nós a veríamos como desejável em todos os momentos e lugares. Mas existe algo neste mundo que seja considerado belo por todos? Como diz o verso budista: “Para aquele que ama, a bela mulher […]


Distorção da realidade

Trechos budistas |

40-dalai-lama-0509-lg-37323555

Dalai Lama (Tibete, 6 de julho de 1935 ~): Um aspecto que caracteriza todas as emoções destrutivas é a tendência de distorcer nossa percepção da realidade. Elas estreitam nossa perspectiva de modo que não conseguimos ver determinada situação em seu contexto mais amplo. Por exemplo, quando estamos sentindo um tipo extremo de apego — como […]


Nada a esperar, nenhuma queda a temer

Trechos budistas |

Nyoshul Khen Rinpoche (Tibete, 1932 – França, 1999): Todos os pensamentos, sentimentos, emoções, percepções, sensações, estados da mente, conceitos e tudo mais são como nuvens no céu, momentaneamente se reunindo e depois dispersando, se dissolvendo de volta exatamente nesse mesmo espaço. Que bem pode haver em se apegar a isso? Que bem pode haver em […]


Epítome da ilusão

Trechos budistas |

Dilgo Khyentse Rinpoche (Tibete, 1910 – Butão, 1991) Um explorador que descobre uma ilha de tesouros pode encher seu navio de ouro, diamantes, safiras, rubis e esmeraldas. Mas sua boa fortuna nem se compara com a vida humana, que nos oferece algo muito mais precioso que qualquer ouro ou pedras preciosas — a chance de […]


Ilusão como oportunidade

Trechos budistas |

Somos facilmente enganados por maya. Todo o show dos nossos sentidos tem nos iludido fazendo-nos acreditar nele e, assim, nos seduzindo para um mundo de sofrimento. E o ilusionista é aquele velho pregador de peças: a própria mente da pessoa. Mas quando essa natureza ilusória é reconhecida como sendo apenas isso, a pessoa é libertada […]


Desperdiçar a vida

Trechos budistas |

Quando não abandonamos as buscas mundanas, desperdiçamos esta vida. Às vezes as pessoas dizem: “não tenho tempo para praticar”. Qual é o motivo principal para dizer isso? É porque elas estão muito preocupadas com as preparações para uma vida confortável. Às vezes as pessoas não acham tempo nem para fazer suas refeições ou dormir adequadamente […]


Um bálsamo na queimadura do desejo

Trechos budistas |

O desejo é principalmente um impulso. Você pode desejar salvar o planeta ou libertar todos os seres sencientes do sofrimento. Mas quando os desejos se entrelaçam com anseio e apegos intensos, nossa experiência demonstra que eles conduzem ao sofrimento. O desejo geralmente começa com uma imagem. Se a imagem é sedutora e promete prazer, ela […]