posts com a tag: Thich Nhat Hanh


Desfrutar do silêncio

Trechos budistas |

Thich Nhat Hanh (Vietnã, 1926 ~ ): Silêncio não significa não falar e não fazer coisas; significa que você não está perturbado por dentro. Se estiver verdadeiramente em silêncio, então não importa em que situação se encontre, você pode desfrutar do silêncio. “The Heart of the Matter” (Tricycle – Daily Dharma, 2012-06-29)


Aquietai-vos

Trechos budistas |

Thich Nhat Hanh (Vietnã, 1926 ~): Está escrito nos Salmos: “Aquietai-vos e sabei que sou Deus”. “Aquietar-se” significa ficar tranquilo e concentrado. O termo budista é samatha (parando, acalmando-se, concentrando-se). “Saber” significa adquirir sabedoria, insight ou entendimento. O termo budista é vipasyana (insight, ou examinando em profundidade). “Examinar em profundidade” significa observar algo ou alguém […]


Morrer sem ódio

Trechos budistas |

Prometa, prometa neste dia, prometa hoje, enquanto o sol paira bem no zênite, prometa: Mesmo que eles te derrubem com uma montanha de ódio e violência; mesmo que eles te pisoteiem e estripem, lembre-se, irmão, lembre-se: o homem não é nosso inimigo. A única coisa adequada a ti é compaixão — invencível, ilimitada, incondicional. O […]


Vida e ensinamento de Jesus

Trechos budistas |

Quando examinamos e entramos profundamente em contato com a vida e o ensinamento de Jesus, podemos penetrar a realidade de Deus. O amor, a compreensão, a coragem e a aceitação são expressões da vida de Jesus. Deus se fez conhecer através de Jesus Cristo. Tendo o Espírito Santo e o Reino de Deus dentro de […]


Princípio do ser

Trechos budistas |

É possível para nós alcançar o nirvana? O fato é que vocês são o nirvana. O nirvana está à disposição de vocês vinte e quatro horas por dia. É como a onda e a água. Vocês não precisam procurar o nirvana em outro lugar ou no futuro. Porque já são ele. O nirvana é o […]


Ver Buda

Trechos budistas |

No cristianismo, muito tempo e energia foram desperdiçados em discussões sobre se Deus é ou não uma pessoa. No budismo, este não é um problema de tanta importância, porque sabemos que uma pessoa é feita de elementos de não-pessoa e vice-versa. Olhando-se para uma pessoa, é possível ver os elementos da não-pessoa, como animais e […]


Compreensão e o Nobre Caminho

Trechos budistas |

Gautama*, agora, viu que compreensão e amor são um. Sem compreensão, não pode haver amor. A disposição de cada pessoa é resultado de condições físicas, emocionais e sociais. Quando compreendemos isto, não podemos mais odiar mesmo alguém que se comporta cruelmente, todavia podemos nos esforçar para ajudar a transformar sua condição física, emocional e social. […]


Significado das palavras

Trechos budistas |

No tempo do Mestre Linji (Rinzai), alguns termos budistas eram usados tão frequentemente que perderam o significado. As pessoas mastigaram tanto palavras como “liberação” e “iluminação” que elas perderam seu poder. Hoje não é diferente. As pessoas usam palavras que cansam nossos ouvidos. Ouvimos tanto as palavras “liberdade” e “segurança” no rádio, televisão e jornais […]


Conceitos de felicidade

Trechos budistas |

Nossas noções sobre a felicidade nos amarram. Esquecemos que elas são apenas ideias. Nossa ideia sobre a felicidade pode nos impedir de realmente sermos felizes. Falhamos em ver a oportunidade para a alegria que está bem na nossa frente quando somos pegos pela crença de que a felicidade deva ter uma forma específica. Thich Nhat […]


Sofrimento e amor

Trechos budistas |

O amor, contudo, não pode existir sem sofrimento. Na verdade, o sofrimento é a base de onde nasce o amor. Quem não sofreu, se não vê o sofrimento das pessoas ou de outros seres vivos, não terá amor nem o compreenderá. Sem sofrimento, não é possível existirem compaixão, amabilidade, tolerância e compreensão. Vocês querem mesmo […]


Suprema realidade

Trechos budistas |

Visualizemos o oceano com uma infinidade de ondas. Imaginem que somos uma onda no oceano e, envolvendo-nos, há muitas, muitas ondas. Se a onda olha profundamente para dentro de si mesma, compreenderá que a sua existência ali depende da presença das demais. As suas subidas, descidas, o fato de ser grande ou pequena, dependem inteiramente […]


Aceitar a vida

Trechos budistas |

Iluminando os rios do seu corpo, sentimentos, percepções, formações mentais e consciência, Sidarta [Buda] agora entendia que a impermanência e ausência de um eu são as próprias condições necessárias à vida. Sem a interdependência e ausência de um eu, nada poderia crescer ou se desenvolver. Se um grão de arroz não tivesse a natureza da […]