Vida de adubo






Lixo pode cheirar muito mal, especialmente matéria orgânica podre. Mas também pode se tornar um rico adubo para fertilizar o jardim. A rosa perfumada e o lixo fedorento são dois lados da mesma existência. Sem um, o outro não pode existir. Tudo está em transformação. A rosa que mucha em seis dias se tornará parte do lixo. Depois de seis meses, o lixo é transformado em uma rosa. Quando falamos em impermanência, entendemos que tudo está em tranformação. Isso se torna aquilo e aquilo, isso. Observando profundamente, podemos contemplar algo e ver todo o restante ali contido. Não somos perturbados pela mudança quando vemos a interconexão e continuidade de todas as coisas. Não é que a vida de qualquer indivíduo seja permanente, mas que a vida em si continua.

Thich Nhat Hanh, em “Present Moment, Wonderful Moment”. Tricycle’s Daily Dharma, 8 de setembro, 2006.


comentários