De quem é a culpa?






Um budista leigo estava andando pela margem de um rio quando viu um barqueiro empurrando uma barca em direção ao rio, para que ele pudesse atravessar alguns passageiros.

Aconteceu de um mestre Ch’an (o mesmo que Zen no Japão) passar por perto. O budista leigo aproximou-se do Mestre e perguntou: “Mestre, aquele barqueiro matou diversos caranguejos e camarões pequenos enquanto estava empurrando sua barca para o rio. A culpa é dos passageiros ou do barqueiro?”.
O Mestre retorquiu sem hesitar: “A culpa não é nem dos passageiros nem do barqueiro!”

O budista leigo não entendeu, por isso perguntou novamente: “Se a culpa não é de nenhum deles, então de quem é?”

O Mestre replicou incisivamente: “A culpa é sua!”.

Mestre Hsing Yün, em “Histórias Ch’an”.
Via Conheceatimesmo.


comentários