Transformação espiritual






Poucas pessoas são capazes de se comprometer de todo o coração. É por isso que tão poucas experimentam uma transformação real através de sua prática espiritual. É uma questão de largar nossos pontos de vista, de abandonar nossas opiniões e idéias preconcebidas; e, no lugar disso, seguir as instruções de Buda. Embora isso pareça simples, na prática a maioria das pessoas acha extremamente difícil. Seus pontos de vista impregnados, baseados em deduções derivadas de normas culturais e sociais, ficam no caminho.

Também devemos lembrar que coração e mente precisam trabalhar juntos. Se entendemos algo racionalmente mas não amamos, não há nenhuma completude para nós, nenhuma realização. Se amamos algo mas não compreendemos, o mesmo se aplica.

Se temos uma relação com outra pessoa, e a amamos mas não a entendemos, a relação é incompleta. Se entendemos a pessoa mas não a amamos, também é igualmente insatisfatório. No nosso caminho espiritual, mais ainda. Temos que entender o significado do ensinamento e também amá-lo. No começo nosso entendimento será apenas parcial, então nosso amor precisa ser ainda maior.

Ayya Khema, em “When the Iron Eagle Flies“.
Tricycle‘s Daily Dharma, 12 de junho, 2007.


comentários